TRICAMPEÃO DA STANLEY CUP! LET'S GO PENS!

sexta-feira, 31 de maio de 2013

Onde comprar minha jersey dos Pens?


Recebo diversas perguntas de onde comprar uma jersey todos os dias pelo twitter. A procura por camisas do Penguins é muito alta e como costumeiramente é muito difícil achar jerseys, tanto quanto outros acessórios dos Pens no Brasil. As compras na maioria das vezes são realizadas por sites um tanto quanto "escondidos".

A postagem de hoje é uma tentativa de esclarecer algumas dúvidas, dar algumas dicas, sugestões e acima de tudo auxiliar os possíveis compradores. Lembrando a todos que estamos abertos a opiniões e a novos sites de compra, basta deixar os mesmos nos comentários.

Atualmente, ao meu ver existem 4 grandes formas de adquirir uma jersey do Penguins morando no Brasil. São elas: Football Fanatics, Mercado Livre, Playoff Sports e NHL Official Shop (Penguins).

FOOTBALL FANATICS.
Link: 
http://www.footballfanatics.com/NHL_Pittsburgh_Penguins
Vantagens: Certeza de originalidade, vários acessórios diversos e entregas para o Brasil.
Desvantagens: Preço elevado, demora na entrega, possível não entrega (devolução de dinheiro garantida) e não apresenta opções de personalização.
Comentário: Sem dúvidas é o site que realiza entregas para o Brasil mais confiável. Apesar do alto custo e da entrega muitas vezes ser problemática, a originalidade é garantida e por lá também são encontrados diversos outros acessórios... As principais camisas encontradas no site são de Crosby, Malkin, Fleury e Lemieux (réplica).

MERCADO LIVRE.
Link: 
http://www.mercadolivre.com.br/
Vantagens: Preço relativamente baixo e facilidade na entrega
Desvantagens: Não há certeza de originalidade e nem da qualidade do produto, além de apresentar meios de personalização nulos e pouca variedade.
Comentário: É uma compra arriscada, mas você poderá se sair muito bem caso dê a sorte de obter uma jersey oficial e muito bem cuidada por um preço abaixo da média normal.. Assim como existem vários vendedores que são honestos e vendem produtos bons, existem aqueles que te venderão uma camisa desbotada e falsificada. Digamos que está entre 8 e 80...

PLAYOFF SPORTS.
Link: 
https://www.playoffsports.com.br/
Vantagens:
Preço relativamente baixo, facilidade na entrega e promoções corriqueiras.
Desvantagens: Não há certeza de originalidade, pouca variedade e meios de personalização nulos.
Comentário: Conheço poucas pessoas que compraram nesse site, algumas afirmam que a camisa em questão é original e outras não tem tanta certeza. A originalidade portanto, é um ponto de interrogação... Quanto ao preço e entrega, ambos agradam muito!

NHL OFFICIAL SHOP (PENGUINS).
Link: 
http://shop.nhl.com/category/index.jsp?categoryId=3176618
Vantagens:
Originalidade garantida, vários meios de personalização e vários acessórios diversos.
Desvantagens: Não entrega para o Brasil e tem o preço elevado.
Comentário: Se você tiver algum conhecido morando nos EUA ou Canadá, essa é a melhor opção. Basta envia-lo dinheiro e efetuar a compra para o endereço da pessoa... Pelo site oficial você escolhe o jogador que quiser, o modelo que quiser, o tamanho que quiser e ainda pode comprar outros acessórios.

PERGUNTAS RECORRENTES.

1- Tenho dinheiro sobrando e quero uma camisa de boa qualidade e original, qual a melhor opção? Se você morar no Brasil sugiro que compre pelo Football Fanatics e vigie a compra para ver se a mesma não será barrada ao entrar em território brasileiro. Caso isso aconteça seu dinheiro será devolvido. (PS: Verifique se conhece alguém que está vivendo nos EUA e Canadá para tentar efetuar a compra pelo NHL Official Shop dos Pens).

2- Estou sem dinheiro, mas quero muito uma camisa de qualidade e original, qual a melhor opção? Se você quer uma camisa de qualidade sugiro que espere até ter a quantia de dinheiro necessária para efetuar a compra no Football Fanatics e espere o momento ideal de realizar a compra, ou se preferir, obtenha a camisa de algum jogador que saiu da equipe a pouco tempo.

3- Estou sem dinheiro e disposto a correr os riscos de comprar uma camisa falsificada, qual a melhor opção? Playoff Sports, mas caso o dinheiro esteja abaixo das ofertas de lá, tente pelo Mercado Livre.

4- Quero garantia de entrega rápida, qual a melhor opção? Por incrível que pareça, Mercado Livre!

6- Vou fazer uma viagem de 7 dias para o exterior e comprarei uma camisa do Penguins pelo NHL Official Shop para que a entrega seja efetuada em meu hotel, é arriscado? Caso aconteça algum problema durante o período de entrega, você poderá voltar ao Brasil sem a camisa tendo pagado por ela. É arriscado, mas não deixa de ser uma opção.

5- P.A essa camisa que estou vendo as fotos no Mercado Livre me parece original, devo compra-la? Tome cuidado! A imagem do Mercado Livre nem sempre reflete no produto que chegará até você... Além da foto poder ser de outro produto ou antiga, não há nenhum indicador por imagens de que a camisa seja original.

6- P.A, na sua opinião, qual é a melhor maneira de adquirir minha jersey? Eu particularmente prefiro o Football Fanatics pela certeza de originalidade e qualidade. Mas, como nem todos gostam de gastar acima de normal com uma camisa de hóquei, o Playoffs Sports e o Mercado Livre tornam-se grandes opções, mas é claro mantendo o olho aberto e sabendo dos possíveis riscos. NHL Official Shop é bom, mas somente com esquemas de conhecidos morando na América do Norte.

DICAS.

Camisas de jogadores que deixaram a equipe a pouco tempo (Staal, Asham e etc) costumam ficar pela metade do preço para que as mesmas sejam vendidas rapidamente. É uma boa pedida caso você não se preocupe com nomes.
• A melhor maneira de verificar a originalidade é pela etiqueta oficial da Reebok NHL, mas existem outros "esquemas" como perceber se o logo é duro (oficial) ou mole (falsa).
• Caso você queira uma camisa original e com qualidade, por preço baixo, a época de preço mais acessível no Football Fanatics é na metade da offseason.
• Não há nenhuma distinção entre camisas do Crosby e do Niskanen, as duas costumam ter o mesmo preço. Portanto, camisas de nomes não costumam ser mais caras.
• Camisas comemorativas (Winter Classic) são mais caras quando o evento está por perto, conforme a data se expirou o preço costuma cair bastante.

quinta-feira, 30 de maio de 2013

PLAYOFFS 2013 - Análise dos confrontos #3


Chegou o momento de conhecer quem será o melhor time do leste e do oeste. As finais de conferência já tem seus participantes escolhidos!
Nós do Pittsburgh Penguins Brasil decidimos analisar os confrontos e dar alguns palpites! Sempre lembrando que são apenas opiniões e podem sofrer divergências...

PENGUINS (1) @ BRUINS (4) - Vantagem para o Penguins.
Palpite:
Penguins 4-3 Bruins.
Nomes da série: Crosby (Penguins) e Chara (Bruins).
Análise: Ambas as equipes se mostraram desde o começo as mais aptas do leste a vencerem a Stanley Cup e agora as duas se enfrentarão para decidir quem poderá continuar na disputa pela copa. Previsão de uma série muito caseira e um grande confronto entre o PP do Penguins e o PK do Bruins!

BLACKHAWKS (1) @ KINGS (4)
Palpite:
Kings 4-2 Blackhawks.
Nomes da série: Kopitar (Kings) e Kane (Blackhawks).
Análise: De um lado a equipe de melhor campanha, de outro a atual campeã... Duelo de grandes goleiros, capitães e elencos. Muito imprevisível o resultado, mas acredito que o Kings vença por jogar muito bem em casa.

PLAYOFFS 2013 - Quem avançou? #2



As semi-finais de conferência chegam ao fim e agora foram descobertos quem são os quatro melhores times da liga. Na minha opinião todos os que se encaixam nessa lista tem reais chances de vencer a Stanley Cup, principalmente por se tratarem de franquias tradicionais e com grandes elencos...

PITTSBURGH PENGUINS.
Venceu:
Ottawa Senators (4-1).
Comentário: Após sofrer para vencer o Islanders, o Penguins teve maior facilidade para desbancar o Senators e classificar para a final da conferência leste. Com grandes jogos de Vokoun, Neal e Crosby os Pens conseguiram impor o ritmo dos confrontos e dominaram a franquia canadense.

BOSTON BRUINS.
Venceu:
New York Rangers (4-1).
Comentário: O Bruins surpreendeu após vencer com tanta facilidade a série contra o New York Rangers. Após encarar de perto a eliminação no primeiro round (contra o Maple Leafs) a franquia de Boston parece ter aprendido com o erro e fez o resultado sempre que teve chance. Destaque para o PK fantástico que é sem dúvidas o melhor da liga.

CHICAGO BLACKHAWKS.
Venceu:
Detroit Red Wings (4-3).
Comentário: Em uma série cheia de altos e baixos, o Blackhawks superou vários problemas e surpreendeu ao reverter uma série que estava sendo perdida por 3 a 1. O jogo 7 exemplificou muito bem o que foram os confrontos, teve gol anulado, chances perdidas e vitória no overtime!

LOS ANGELES KINGS.
Venceu:
San Jose Sharks (4-3).
Comentário: Em uma série totalmente caseira, o Kings se classificou para as finais após vencer o clássico contra o Sharks no jogo 7. A equipe, atual campeã da NHL, continua crescendo e buscando conquistar o bicampeonato. Destaque para as boas atuações jogando em Los Angeles.

OBS: Os 4 classificados são os 4 últimos campeões da NHL!

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Pré Jogo - Penguins @ Bruins (JOGO 1 - ROUND 3)


Série: Penguins 0-0 Bruins.
Jogo: 1.
Round: 3 - Eastern Conference Finals
Dia: 01/06 (Sábado).
Horário: 21:00 de Brasília.
Local: Consol Energy Center, Pittsburgh-PA.
Link para assistir: http://www.firstrow1.eu/sport/ice-hockey.html e transmissão na ESPN.

Foi grande a demora, mais finalmente voltaremos a ver o Penguins jogar... Dessa vez a batalha é pelo título da conferência, o famoso Prince of Wales Trophy. 
Mas, antes dos Pens se consagrarem como o melhor time do leste e garantirem a vaga para a final da Stanley Cup, existe um time que pode complicar as coisas e acabar com nosso sonho, o Boston Bruins.

Não tenho a mínima dúvida de ambos são os melhores times do leste, tem os melhores elencos e curiosamente foram os últimos a trazerem a Stanley Cup para o lado vermelho da liga (Pens em 2009 e Bruins em  2011).
O leste terá um grande representante na final, seja ele qual for... Porém é claro que acredito que será o Penguins!

Mas, como não estou aqui para filosofar sobre o destino da série, que tal comentar um pouco sobre algo totalmente necessário caso queiramos ver o Penguins na final da Stanley Cup?
Estou falando de jogar bem e fazer o dever de casa... Vencer as partidas em Pittsburgh será fundamental na caminhada e o Pens terá que vacilar o mínimo possível.
A receita é: Vença em casa e tente conquistar a vitória fora. Mas em um ponto todos concordam, melhor perder em Boston do que perder em Pittsburgh.

Até o momento os Pens enfrentaram Islanders e Senators, que convenhamos, não tem o mesmo nível e são meros coadjuvantes. Essa é a primeira vez nesses playoffs que o Penguins enfrentará uma equipe parelha...
Chegou a hora de conhecer quem realmente quer ser campeão e está disposto a dar o sangue para chegar no topo da NHL.
Posso estar errado, mas essa série parece muito com Pens vs Caps de 2009, é uma daquelas batalhas que caso a vitória ocorra, juntamente a ela vem moral de sobra para seguir rumo ao título.

Saindo um pouco dos fatores extra-gelo e voltando a focar no jogo 1, o Penguins provavelmente terá algumas mudanças do ponto de vista tático... Lembrando sempre que Bylsma está mudando as linhas diversas vezes conforme o jogo. Não me surpreenderia em ver uma diversidade muito grande de esquemas na série.
A base da equipe segue esse padrão:

DUPUIS - CROSBY - IGINLA
KUNITZ - MALKIN - NEAL
KENNEDY - SUTTER - COOKE
MORROW* - JOKINEN - ADAMS

ORPIK - MARTIN
LETANG- EATON
MURRAY- NISKANEN

VOKOUN
FLEURY (backup)

*A entrada de Morrow na quarta linha foi algo corriqueiro durante os treinamentos. Pode ser que ele volte à atuar na terceira...

Meu palpite é: Penguins 2 @ 0 Bruins

PLAYOFFS 2013 - Penguins @ Bruins - Round #3



A SÉRIE EM RESUMO


A final da conferência será um duelo de gigantes! Penguins e Bruins se enfrentarão em uma melhor de 7 que valerá o Prince of Wales Trophy, além de uma vaga na grande final contra o melhor time do oeste.
Como já havia alertado diversas vezes no blog, o Bruins é uma das poucas equipes que tem um elenco semelhante ao dos Pens e por isso prevejo uma série complicadíssima!
O favoritismo é quase nulo, e ambas as equipes realizaram campanhas muito parecidas nessa pós-temporada. Tanto Pens quanto Bruins se complicaram no primeiro round, mas venceram com soberania o segundo...
Grandes chances do vencedor ser o grande campeão da Stanley Cup!

NOSSA EQUIPE PARA O CONFRONTO



Nenhum lesionado e muitas dores de cabeça para Dan Bylsma. O grande dilema da vez é quanto a entrada de Glass no lugar de Bennett. Já ficou claro que o técnico do Penguins prefere jogar com uma quarta linha muito forte fisicamente, mas talvez essa não seja a saída para vencer o Boston Bruins. Resta esperar e ver o que acontecerá, de certo é apenas a base do time, que será assim:

DUPUIS - CROSBY - IGINLA
KUNITZ - MALKIN - NEAL
MORROW - SUTTER- COOKE
GLASS* - JOKINEN - KENNEDY

ORPIK - MARTIN
LETANG - EATON
MURRAY - NISKANEN

VOKOUN
FLEURY (backup)


PP1: Neal/ Crosby/ Iginla/ Malkin/ Letang.
PP2: Kunitz/ Sutter/ Morrow/ Kennedy/ Martin.
LESIONADOS: Nenhum.

Principal jogador: Crosby.
Outros bons jogadores: Malkin, Iginla, Kunitz, Neal, Dupuis, Vokoun, Letang, Orpik e Morrow.
Jogadores abaixo da média: Eaton e Glass.

* Tanner Glass poderá dar sua vaga à Bennett ou Adams.
* As modificações na 1ª e 2ª linha são em decorrência de uma possível alteração de Bylsma. As mudanças visam quebrar o forte sistema de marcação do Bruins, que certamente colocará Zdeno Chara como a sombra de Sidney Crosby.

NOSSOS ADVERSÁRIOS



O Bruins sofreu muito para vencer o Maple Leafs, a vitória foi obtida em um milagre e no jogo 7. Mesmo tendo sofrido diversos sustos contra o time canadense, a franquia de Boston se reestruturou rapidamente e teve uma grande facilidade para vencer o Rangers e garantir sua vaga na final da conferência.
As grandes "armas" do Bruins são o forte PK, os bons jogos que Bergeron vem fazendo e a experiência do time.
Na temporada regular a franquia terminou em quarto lugar com 62 pontos (10 a menos que os Pens).
Os Bruins se formam dessa maneira:

LUCIC - KREJCI - SEGUIN
MARCHAND - BERGERON - JAGR
PEVERLEY - KELLY - HORTON
PAILLE - CAMPBELL - THORNTON

CHARA - HAMILTON
BARTKOWSKI - BOYCHUK
KRUG - MCQUAID

RASK
KHUDOBIN (backup)

PP1: Lucic/ Bergeron/ Seguin/ Chara/ Jagr.
PP2: Marchand/ Krejci/ Horton/ Bartkowski/ Hamilton.
LESIONADOS: Savard, Redden, Ference e Seidenberg.

Principal jogador: Chara.
Outros bons jogadores: Bergeron, Horton, Marchand, Lucic, Jagr, Seguin, Hamilton e Rask.
Jogadores abaixo da média: Khudobin e Campbell.

AGRAVANTES DO CONFRONTO



1- Caso Iginla e Jagr: Na trade deadline desse ano, Boston Bruins e Pittsburgh Penguins envolveram-se em uma das maiores polêmicas do período de trocas. O nome em questão desejado por ambas as franquias era Jarome Iginla, experiente capitão do Calgary Flames...
Após ser noticiado a ida de Iggy para Boston, o mesmo tratou de mudar o rumo de sua vida e em 12 horas anunciou que estaria indo jogar no Penguins! O anunciou deixou os torcedores do Bruins muito decepcionados, e a saída para esquecer Iginla veio rapidamente.
Dias depois a franquia de Boston anunciou a contratação da ex-estrela do Penguins, Jaromir Jagr.
2- Soberania na temporada regular: Das 3 partidas realizadas na temporada regular, o Penguins venceu as três, sendo duas delas em Pittsburgh e uma em Boston. A vitória mais marcante foi a do primeiro jogo, na ocasião o Bruins vencia o jogo por 2 a 0 até os 5 minutos finais da partida, momento em que os Pens reagiram e viraram o placar para 3 a 2.
3- PP versus PK: Enquanto os Pens tem o melhor PP dos playoffs, o Bruins figura a lista dos melhores PKs. O confronto será o encontro de forças opostas que levaram seus times ao mesmo lugar.

PROBLEMAS E SOLUÇÕES.




Primeiro problema: Chara é um grande jogador, e todos sabemos disso, inclusive o técnico do Boston Bruins! Visando o porte físico avantajado e a grande habilidade defensiva de Chara, é muito provável que o jogador atue como a sombra de Crosby durante a série...
Esse sistema já foi testado durante os jogos da temporada regular entre as duas equipes, e o que me preocupa é que marcação funcionou perfeitamente.
Segundo problema: A grande "arma" do Penguins durante os playoffs vem sendo o forte PP, mas como será que o mesmo se portará diante do melhor PK da liga? Certamente não poderemos deixar tudo para os momentos de vantagem numérica e o principal será aproveitar o máximo de chances criadas, pois o time de Boston não costuma levar muitos gols.

Primeira solução: Se Chara quer marcar individualmente Crosby, sem problemas... Mas Malkin terá que tomar a liderança da equipe e fazer jogos espetaculares afim de realizar seu já conhecido papel e completar a equipe na "ausência" de Sid. Iginla, Kunitz, Neal e Morrow são outros nomes que podem ajudar o russo a quebrar esse galho.
Segunda solução: O PP realmente não funcionará como contra os últimos adeversários, portanto o 5 contra 5 terá que ser a solução imediata. Os Pens terão que jogar melhor que o Bruins quando ambas as equipes estiverem numericamente iguais, e é claro, aproveitar as chances. Isso não descarta criar as chances em PP, apenas deve-se pensar outras formas que não sejam totalmente dependentes desta situação.

RAIO X - PENGUINS @ BRUINS POSIÇÃO POR POSIÇÃO
LUCIC - CROSBY - SEGUIN/ IGINLA
MARCHAND - MALKIN- JAGR/ NEAL
MORROW - SUTTER - HORTON
PAILLE - JOKINEN - KENNEDY

CHARA - MARTIN
LETANG - BOYCHUK
KRUG - MCQUAID

RASK
FLEURY (backup)

Pens e Bruins empatam ofensivamente, destaque para os empates técnicos entre Jagr-Neal e Seguin-Iginla (ambos são justificáveis pois nos dois casos existem 2 jogadores jovens e muito talentosos contra estrelas já consolidadas e com muita habilidade).
Defensivamente o time de Boston leva a melhor, e quanto aos goalies, o Pens perde no quesito titularidade, mas leva a melhor quanto ao backup.

CALENDÁRIO DE PARTIDAS



JOGO 1 - Dia 1/06 - Consol Energy Center, Pittsburgh-PA
JOGO 2 - Dia 3/06 - Consol Energy Center, Pittsburgh-PA
JOGO 3 - Dia 5/06 - TD Garden, Boston-MA
JOGO 4 - Dia 7/06 - TD Garden, Boston-MA
*JOGO 5 - Dia 9/06 - Consol Energy Center, Pittsburgh-PA
*JOGO 6 - Dia 11/06 - TD Garden, Boston-MA
*JOGO 7 - Dia 12/06 - Consol Energy Center, Pittsburgh-PA
Jogos com * poderão ou não ocorrer devido ao andamento da série.
Datas podem ser modificadas à qualquer momento.

AS ARENAS DA SÉRIE


CONSOL ENERGY CENTER (PITTSBURGH-PA)


A Consol Energy Center vem sendo o diferencial do Penguins nos playoffs. Dos 6 jogos disputados em casa, os Pens venceram 5 e perderam apenas um.
A arena tem capacidade para 18,387 torcedores e vive constantemente lotada, principalmente durante os playoffs quando são disponibilizados lugares extras, improvisados entre as escadas.

TD GARDEN (BOSTON-MA)


A arena multiuso mais famosa de Boston abriga os jogos do Celtics (NBA) e do Bruins (NHL). Com capacidade para 17,565 pagantes em jogos de hóquei, o TD Garden vive lotado principalmente a partir da Stanley Cup conquistada pelo Bruins em 2011.
Durante os playoffs a arena recebeu 7 jogos, tendo o Bruins vencido 5 deles e perdido 2. É um dos locais mais difíceis de jogar, principalmente pela pressão da torcida local.


PALPITES PARA A SÉRIE



Placar final: Penguins 4-3 Bruins.
Jogador principal da série: Egveni Malkin.

BOA SORTE AOS GUERREIROS DO TETRA. FALTAM 8 VITÓRIAS PARA A STANLEY CUP.

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Personalidades #7 - Dave Molinari


Dave Molinari nasceu em 1955 na pequena cidade de Glassport, região que fica aproximadamente 16km de distância de Pittsburgh. Mesmo tendo vivido toda sua infância no local de seu nascimento, Dave viajava constantemente para Pittsburgh, principalmente para assistir os jogos do Pirates e do Steelers.

Quando Dave completou 12 anos de idade, uma novidade tomou conta dos arredores de Pittsburgh, uma nova equipe estava nascendo na cidade para fazer parte da NHL. O entusiasmo pelo esporte relativamente novo fez com que Molinari passasse a acompanhar também o Penguins, que na ocasião vivia seu primeiro ano.

Alguns anos se passaram e Dave Molinari decidiu cursar jornalismo. Suas notas na Elizabeth Forward High School lhe valeram uma vaga na Penn State (Universidade Estadual da Pensilvânia) onde ele aprimorou sua escrita e passou a inserir-se no meio jornalístico americano.
Após sua formação, Dave trabalhou em alguns jornais pequenos da região de Pittsburgh, sempre tratando de seu tema favorito, o Penguins.

Mas foi em 1993 que Molinari teve sua melhor oportunidade de aparecer para o cenário americano de jornalismo. O Pittsburgh Post-Gazette, principal jornal da região metropolitana de Pittsburgh, ofereceu a ele a chance de escrever sobre o Penguins na coluna de esportes.
Dave aceitou a proposta e passou a acompanhar diariamente a franquia, se tornando um dos principais nomes no que diz respeito a informações confiáveis e inéditas.

Em 2009, após 27 anos acompanhando o Pittsburgh Penguins, Dave Molinari foi premiado e inserido no "Hall da Fama" dos Pens. Ele e Mike Lange são os únicos jornalistas que tiveram este privilégio...
Atualmente, Dave continua acompanhando o Penguins e escrevendo para a Post-Gazette, além de informar os torcedores por meio de seu twitter que é totalmente destinado as informações dos Pens.


sábado, 25 de maio de 2013

PLAYOFFS 2013 - Penguins 4-1 Senators - Round #2


Mais uma vítima! Após uma série relativamente tranquila, com apenas uma derrotada atribuída à um erro grotesco nos segundos finais, o Penguins superou o Senators em 5 jogos e foi o primeiro time dos playoffs de 2013 que se classificou para a final da conferência.
O adversário da próxima fase sairá do confronto entre Bruins e Rangers, mas há grandes chances do time de Boston avançar. A prévia do próximo confronto será colocada quando as datas e o adversário forem definidos.

A CRONOLOGIA DA SÉRIE

Jogo 1: Na primeira partida da série os Pens não tiveram grandes dificuldades e venceram por 4 a 1 com uma grande exibição de Vokoun.
Jogo 2: Sidney Crosby! Podemos chamar o jogo por esse nome? Claro! O capitão desequilibrou, fez um hat-trick e garantiu uma vitória apertada por 4 a 3. O dever de casa estava feito e restava conseguir superar a pressão da Scotiabank Place.
Jogo 3: 26 segundos era o que faltava para que o Penguins ganhasse o jogo, mas após uma falha da equipe o Senators empatou no final (com os Pens em PP). O primeiro overtime não foi suficiente, porém no segundo Greening fez a alegria dos canadenses ao marcar o gol e recolocar fogo na série.
Jogo 4: Para superar de vez o trauma de ter perdido por tão pouco no jogo 3, era necessária uma grande vitória. Com uma grande exibição de Iginla e Neal, o Penguins conseguiu vencer com soberania e calou a Scotiabank Place com um largo 7 a 3, construído principalmente a partir do terceiro período.
Jogo 5: Se o jogo 2 foi de Crosby, o 5 foi de Neal! O winger fez uma excelente partida e terminou o jogo tendo anotado 3 gols e dado uma assistência... O placar final do massacre foi de 6 a 2.

RESULTADOS DA SÉRIE

Número de gols marcados: 22.
Número de gols sofridos: 11.
Partidas ganhas: 4.
Partidas perdidas: 1.
Saldo em casa: +8.
Saldo fora de casa: +3.

COOKE AGRADECE


Desde o dia em que Matt Cooke acertou Karlsson com seu patins o assunto em Ottawa não foi outro se não vingar a lesão de seu grande defensor. O desejo de vingança perdurou por toda a temporada regular e estendeu-se para os playoffs, por diversas vezes vimos o elenco da franquia canadense arrumar confusão por pouco com Cooke e tentar desestabiliza-lo e intimida-lo.

Se julgarmos por números, teríamos opiniões distintas sobre o mesmo assunto. Cooke não fez nenhum gol nos jogos, portanto existem os que defenderiam a tese de que o jogo psicológico do Senators funcionou... Mas, por outro lado, ele deu 2 assistências o que caracteriza para muitos uma falha no "sistema de desestabilização" dos Sens.

Mas, muito além de números, que tal pensar um pouco nos 60 minutos de jogo e na prática de como os mesmos foram jogados por Matt Cooke? Se olharmos por esse lado a resposta para a pergunta se funcionou ou não a estratégia canadense será negativa e com muita ênfase.
Cooke não se perdeu em momento nenhum, jogou normalmente e conseguiu fazer com que por diversas vezes o foco do adversário estivesse em outro ponto que não fosse o que realmente importava, a partida que estava sendo jogada.

Vingança não ganha Stanley Cup, talvez por isso o Senators esteja de férias nesse momento... Matt Cooke agradece pela importância excessiva com ele, aliás, é muito mais vantajoso joga-lo fora do rink do que marcar Crosby quando o mesmo está em uma noite inspirada, não é mesmo?

OS NOMES DA SÉRIE


Principal jogador do Penguins:
James Neal! Foi fantástico nos jogos 4 e 5, além de desempenhar muito bem sua função nas demais partidas, mesmo estando bem marcado. Ele foi decisivo quando precisou e acabou com qualquer chance de uma reação do Senators após a moral ganhada no jogo 3.
Principal jogador do Senators: Turris. O jovem talento foi ao lado de Greening um dos poucos que se salvou das péssimas apresentações feitas pelo sistema ofensivo do Senators. Apesar de estar confrontando-se contra uma das melhores defesas da liga, Turris não se assustou e tentou fazer a diferença pelos Sens. Felizmente, não conseguiu.
Artilheiro da série: James Neal - Penguins (5 gols).
Pontuador da série: Kris Letang - Penguins (10 pontos).
Jogador com mais assistências da série: Kris Letang - Penguins (9 assistências).

MOMENTO CHAVE

Fazer o dever de casa era essencial, e por isso Dan Bylsma colocava todas suas fichas no jogo 2. Caso o Penguins vencesse, a equipe teria uma tranquilidade maior para diminuir a pressão de jogar fora de casa, no Canadá para piorar o cenário.
Mas, Bylsma sabia em quem poderia confiar para cumprir com êxito a missão de vencer... É nessas horas que aparece o capitão, no caso dos Pens, Sidney Crosby!


Em uma das noites mais inspiradas de Sid, ele liderou a primeira linha e deu um show no Senators com direito a fazer com que Anderson fosse um pouco mais cedo para o vestiário. Foram 3 gols em 26 minutos, e os tradicionais bonés jogados ao gelo foram lançados muito antes do que qualquer um pudesse imaginar.
Este é considerado o momento chave pois graças ao grande jogo de Crosby e a vitória, o Penguins conseguiu uma grande tranquilidade para viajar de cabeça fria para Ottawa, sem grandes obrigações ou a tradicional tensão após perder um jogo em casa. 
Falando sério mesmo, obrigado, capitão...

ANÁLISE FINAL

Ao contrário dos confrontos contra o Islanders, o Penguins dominou com certa facilidade a série e se classificou sem grandes problemas contra os Sens.
A lentidão do Senators foi um fator que contribuiu muito para o andamento das partidas. As linhas rápidas dos Pens conseguiram "deitar e rolar" para cima dos defensores, isso explica o grande número de gols nos placares...

De positivo fica o grande desempenho do PP (6 de nossos gols foram em vantagem númerica), exceto em alguns momentos de desatenção que propiciam SHGs que poderiam ser facilmente evitados. Outro fator que gostei muito foi a tranquilidade da equipe perante as provocações e a pressão adversária, o jogo 4 foi um grande exemplo disso.
De negativo fica apenas as desatenções corriqueiras que acabam gerando gols inúteis e facilmente evitáveis.

BOA SORTE AOS GUERREIROS DO TETRA! PARABÉNS PELA VITÓRIA EM MAIS UMA BATALHA... FALTAM 8 VITÓRIAS PARA A STANLEY CUP.

Pós Jogo - Penguins 6 @ 2 Senators (JOGO 5 - ROUND 2)


E lá se vai o último canadense dos playoffs! O Penguins garantiu a vaga como primeiro finalista de conferência após vencer a partida por 6 a 2 em um verdadeiro show de James Neal...
Como já era previsto, jogando em uma CEC lotada, os Pens dominaram o jogo e não tiveram grandes dificuldades para afirmar o placar com soberania.

Indo direto ao ponto, no primeiro período a partida começou morna, mas logo aos 6 minutos o primeiro gol do Penguins foi marcado. Morrow usou o patins e o stick para colocar o puck no fundo das redes, a interpretação do juiz foi de normalidade no lance, e com isso os Pens abriam 1 a 0!
De realmente interessante nos primeiros 20 minutos de jogo foi somente o gol, de resto a partida ficou monótona e com um leve domínio do Penguins.

Se o primeiro período foi morno, no segundo as coisas pareciam seguir o mesmo ritmo até que Pageau cometeu uma penalidade. Era a chance da linha de power-play dos donos da casa novamente dar dores de cabeça aos jogadores dos Sens!
Mas o PP do Penguins já é bem conhecido, certo? Errado! Parece que o Senators não aprendeu com as lições nos outros jogos e novamente deixaram com que Neal aumentasse a vantagem. Vale ressaltar que Anderson falhou por diversas vezes no lance e possibilitou que o puck entrasse.
Alguns minutos após o gol de Neal, o terceiro veio em uma linda jogada de Letang que se mostrou mais habilidoso que muitos forwards por ai!
Mas, como nem tudo é perfeito, em um erro generalizado de marcação, Michalek conseguiu diminuir para o Senators e recolocar a franquia canadense no jogo.
Em seguida foi a vez de Malkin fazer o 4 a 1 e anular uma possível reação. Breakaway combinado de um lindo shoot deslocando o goalie dos Sens.
Ao fim de 40 minutos o placar era ligeiramente bom para os Pens e faltava apenas mais um período para a classificação.

Quando tudo parecia clima de festa, e o terceiro período começava em um ritmo amistoso, o clima começou a esquentar após algumas confusões e hits duros aplicados por ambas as equipes.
Neal foi o responsável por jogar um balde de água fria nos Sens ao marcar seu segundo gol da noite, porém logo em seguida assistiu Turris tentar incendiar a partida com um lindo gol que deixou Vokoun "a ver navios".
Mas, a noite era de James Neal! Após uma linda jogada e um shoot perfeito, o forward do Penguins confirmou seu nome como o principal da série e fechou o segundo round com um hat-trick...
E no final um 6 a 2 para mostrar tanto para Bruins quanto para Rangers que os Pens estão preparados para tudo. Quem será a próxima vitima?!

OBS1: Malkin fez uma grande partida e recuperou-se muio bem após um 4º jogo abaixo da média.
OBS2: Prince of Wales, estamos te esperando!
OBS3: Stanley Cup, também estamos te esperando!

GOLS DO PENGUINS: Neal (2), Malkin, Letang e Morrow.
ASSISTÊNCIAS DO PENGUINS: Eaton, Cooke, Letang, Crosby, Kennedy, Orpik, Neal e Malkin.
GOLS DO SENATORS: Michalek e Turris.
ASSISTÊNCIAS DO SENATORS: Cowen, Greening, Spezza e Turris.

NOTA DO 1º PERÍODO: 7.
NOTA DO 2º PERÍODO: 8.
NOTA DO 3º PERÍODO: 7.

TROFÉU DO JOGO: Neal! Hat-trick e mais uma grande exibição... Um verdadeiro show do winger!
FOGUEIRA DO JOGO: Dupuis. Não exerceu bem sua função e por pouco não comprometeu a linha inteira!

PARABÉNS AOS GUERREIROS DO TETRA! FALTAM 8 VITÓRIAS PARA A STANLEY CUP.

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Pré Jogo - Penguins @ Senators (JOGO 5 - ROUND 2)


Série: Penguins 3-1 Senators.
Jogo: 5.
Round: 2.
Local: Consol Energy Center, Pittsburgh-PA.
Link para assistir: http://www.firstrow1.eu/sport/ice-hockey.html

A série poderia já estar fechada, se não fosse o erro generalizado cometido pelo Pens nos segundos finais do jogo 3. Seguindo a lógica, o Penguins venceria o jogo de domingo e o último seria a partida de quarta-feira, portanto o Sentors seria varrido se não fosse o vacilo cometido.

O problema é que o hóquei não segue muito bem a lógica. Se os Pens venceram o jogo 4 do jeito que assistimos, pode ter certeza que alguns reflexos da última derrota estavam ali... A equipe entrou muito mais focada, com muito mais vontade e sem menosprezar a equipe dos Sens.
O resultado não poderia ser diferente, vitória esmagadora por 7 a 3! Talvez se o Penguins tivesse vencido o jogo 3, a história hoje estaria sendo completamente outra, tanto para varrida quanto para derrota.

Mas, vamos falar do que é real? O Senators não foi varrido e o Penguins não ganhou o jogo 3. Não sabemos o que aconteceria caso aqueles 26 segundos restantes fossem anulados, mas podemos saber o que é que deverá acontecer para que erros iguais não se repitam.
Parece que o time aprendeu a lição! Mas, nunca é muito reforçar que a marcação em Alfredsson e Spezza tem que continuar firme, e que qualquer tipo de desatenção pode custar uma partida.

De resto tudo parece estar tranquilo. A decisão da vaga é em Pittsburgh, jogando na Consol Energy Center... Uma vitória separa o Penguins da final da conferência que provavelmente será contra o Bruins, mas isso deixa para depois de ambos classificados, certo?

Do ponto de vista tático não prevejo grandes mudanças no time que iniciou o jogo 4! Glass na minha opinião perdeu completamente a vaga e Fleury não tem previsão nenhuma de volta, a única chance de vermos o camisa 29 novamente no gol é em caso de falhas feias por parte de Vokoun.
A equipe deverá jogar desta maneira:
KUNITZ - CROSBY - DUPUIS
IGINLA - MALKIN - NEAL
MORROW - SUTTER - COOKE
BENNETT - JOKINEN - ADAMS

ORPIK - MARTIN
LETANG - EATON
MURRAY - NISKANEN

VOKOUN
FLEURY (backup)

Meu palpite é: Penguins 6 @ 3 Senators.

Pós Jogo - Penguins 7 @ 3 Senators (JOGO 4 - ROUND 2)


Que tal ir direto ao ponto? O Penguins enfrentou o Sentors pelo quarto jogo da semi-final da conferência! O resultado final foi de 7 a 3 para os Pens que conseguiram impor seu jogo ofensivo a partir do terceiro período.

A vitória jogando em Ottawa fez com que qualquer esboço de reação por parte do Senators fosse anulado. Agora a série está praticamente na mão dos Pens que precisam vencer apenas 1 jogo tendo ainda 3 por jogar...

O primeiro período começou intenso, e logo de cara o Senators assustou pela primeira vez ao abrir o placar em um SHG de Michalek... Talvez esse tenha sido o único vacilo de nosso PP no jogo inteiro!
Passado o susto inicial, o Penguins começou a criar algumas chances, mas não conseguia marcar o gol devido as diversas defesas de Craig Anderson.
Somente faltando 5 minutos para o fim do período saiu o tão esperado empate, James Neal foi o autor de um lindo gol após o faceoff vencido por Iginla.
Mas, a alegria durou pouco e instantes depois o Senators conseguiu novamente a vantagem no placar com o gol feito por Turris...
Ao fim dos primeiros 20 minutos de jogo, o Penguins estava perdendo a partida por 2 a 1 e Anderson parecia estar vivendo uma das melhores noites do ano.

Porém, no hóquei as coisas mudam muito rápido! Não sei o que aconteceu no vestiário, mas o Penguins voltou completamente diferente para o segundo período e em 2 minutos virou o jogo!
O primeiro gol foi de Kunitz em um breakaway, e o outro foi de Iginla após uma falha de Anderson...
Rapidamente o jogo tinha ganhado uma nova cara, mas os Sens queriam voltar a dominar a partida e realizavam uma grande pressão em busca do empate.
O segundo período terminou com uma exibição mediana, porém o Penguins estava na frente e precisava segurar a vantagem por mais 20 minutos.

Se o segundo período foi mediano, o terceiro foi quase perfeito! Como já disse anteriormente, no hóquei as coisas acontecem muito rapidamente...
Logo nos primeiros minutos desde a volta do intervalo, o Penguins teve uma penalidade a seu favor e Neal foi o responsável por converter a superioridade numérica em gol!
Quando o 4 a 2 já parecia uma vantagem boa demais, Dupuis mostrou que tudo poderia melhorar ainda mais! Um lindo SHG com direito a assistência milimétrica de Cooke...
E o placar em 5 a 2 parecia até muito, porém faltava ao jogo um gol para ser memorável. Falou em gol para não esquecer? Chama o capitão que ele resolve isso rápido! Crosby fez uma jogada sensacional e de backhand deslocou Anderson para aumentar para 6 a 2 a vantagem... De quebra, o goalie do Senators que tanto havia feito no primeiro período, foi para o vestiário mais cedo.
E mesmo com Lehner no gol, não foi possível parar o ataque dos Pens! Iginla fez o sétimo e último gol dos visistantes, e Alfredsson deu números finais a partida ao fazer um gol de honra para o time da casa.

OBS1: Se havíamos perdido a moral na última partida, recuperamos ela inteira após o terceiro período do jogo de hoje!
OBS2: O gol do Crosby foi um dos mais bonitos de 2013!!
OBS3: Falta apenas 1 vitória para despachar o último time canadense dos playoffs.
OBS4: Letang novamente mostrando o porque é um candidato ao Norris! Excelente desempenho defensivo e ainda corou sua participação no jogo com 4 assistências.
OBS5: O PP está funcionando muito bem, mas em contra partida tem deixado muito espaço para sofrermos SHG.

GOLS DO PENGUINS: Neal (2), Iginla (2), Crosby, Dupuis e Kunitz.
ASSISTÊNCIAS DO PENGUINS: Letang (4), Dupuis, Neal, Crosby, Kennedy e Jokinen.
GOLS DO SENATORS: Alfredsson, Michalek e Turris.
ASSISTÊNCIAS DO SENATORS: Karlsson (2), Benoit, Alfredsson e Silfverberg.

NOTA DO 1º PERÍODO: 6.
NOTA DO 2º PERÍODO: 6.
NOTA DO 3º PERÍODO: 9.

TROFÉU DO JOGO: Neal! Dois gols e uma assistência! Só não fez o hat-trick pois o time relaxou nos minutos finais... Fez uma excelente partida novamente.
FOGUEIRA DO JOGO: Malkin. Rendeu totalmente abaixo da média no jogo de hoje...

PARABÉNS AOS GUERREIROS DO TETRA PELA GRANDE VITÓRIA! DESEJO UMA BOA SORTE E COMPETÊNCIA... FALTAM APENAS 9 VITÓRIAS PARA A STANLEY CUP!

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Pré Jogo - Penguins @ Senators (JOGO 4 - ROUND 2)


Série: Penguins 2-1 Senators.
Jogo: 4.
Round: 2.
Local: Scotiabank Place, Ottawa-ON.
Link para assistir: http://www.firstrow1.eu/sport/ice-hockey.html e transmissão na ESPN+.
Pior que perder um jogo ganho, é ter que esperar 3 dias para assistir outro! A tediosa espera para ver como os Pens irão reagir após a primeira derrota pós-Vokoun acabará no dia 22/05, quarta-feira ás 20:30 de Brasília.

O jogo será transmitido pela ESPN+, e se alguém ai é supersticioso, não perdemos nenhum jogo transmitido na TV brasileira esse ano! Para os que não tem o pacote HD, resta acompanhar pelos tradicionais links...

Voltando ao universo do quarto jogo, esta é a partida que me traz mais medo na série inteira! A última derrota deu uma moral gigantesca ao time canadense e com toda a certeza esse jogo será o mais difícil.
A derrota poderia ter acontecido, mas não da maneira que aconteceu, agora resta aos Pens correrem atrás do resultado e não deixarem com que os Sens cresçam psicologicamente na série.

Do ponto de vista tático poucas mudanças devem acontecer, mas na minha opinião Bylsma deveria dar uma nova chance ao Bennett. Acredito que todos concordem que mesmo não tendo o mesmo porte físico, Beau é mil vezes melhor que Glass, certo?
Mas como Dan insiste em colocar o brigão para jogar, a equipe provável será montada assim:

KUNITZ - CROSBY - DUPUIS
IGINLA - MALKIN - NEAL
MORROW - SUTTER- COOKE
GLASS - ADAMS - KENNEDY

ORPIK - MARTIN
LETANG - EATON
MURRAY - NISKANEN

VOKOUN
FLEURY (backup)

Meu palpite é: Penguins 3 @ 2 Senators (OT)

BOA SORTE AOS GUERREIROS DO TETRA, NÃO DEIXEM QUE O ADVERSÁRIO CRESÇA MAIS DO QUE MEREÇA! FALTAM APENAS 10 VITÓRIAS PARA O TETRACAMPEONATO...

Personalidades #6 - Iceburgh

Essa postagem é apenas um complemento do artigo escrito pelos redatores do PensFanatics: http://pensfanatics.blogspot.com.br/2013/03/especial-iceburgh.html
(Sugiro a todos que leiam o post de nosso blog irmão, o trabalho realizado por eles na obtenção de informações sobre o Iceburgh foi sensacional! Esta postagem do Pittsburgh Penguins Brasil é apenas um complemento).


Iceburgh é o nome dado ao mascote do Pittsburgh Penguins. Ele estreou na liga no ano de 1992, na época em que o Penguins tinha o melhor time da liga.
Sua entrada acabou sendo possibilitada devido ao crescimento no número de torcedores dos Pens, muitos deles acostumados com os tradicionais mascotes de Pirates (MLB) e Steelers (NFL).

A função de Iceburgh em sua estreia era de entreter os torcedores durante o intervalo, entre as principais atividades de entretenimento estavam, realizar palhaçadas, dançar com fans presentes na arena e brincar com as crianças!
Como é de costume de todos os mascotes da NHL, Iceburgh adotou a música Cotton Eye Joe para sua dança típica.

Seu sucesso foi tanto que a franquia afiliada do Penguins, o Wilkes-Barre/Scraton Penguins (WBS Penguins ou Baby Pens) adotou como mascote um "irmão" de Iceburgh.
O mascote recebeu o nome de Tux e utiliza uma fantasia quase igual ao de seu "irmão mais velho".

Mas, sua ascensão ao mundo dos mascotes continuou em crescimento! Em 1995, Iceburgh apareceu no filme Morte Súbita (Sudden Death) e contracenou com Jean Claude Van Damme.
Na ocasião, o mascote do Penguins era um dos vilões do filme que se passava dentro da Mellon Arena, durante um jogo de 7 das finais da Stanley Cup.

Devido ao seu carisma e suas aparições dentre o mundo dos famosos, Iceburgh passou a ser considerado um dos mascotes mais emblemáticos da NHL.
Seu ápice se deu em 2001, quando o mascote do Penguins foi convidado a participar do Mascot Games (Jogos Olímpicos de Mascotes). Na ocasião, Iceburgh disputou diversos jogos, entre eles a tradicional esgrima de cotonetes gigantes!

Além de seu lado humorístico, o mascote também realiza vários projetos ligados a fundações que visam a melhoria das condições de vida de diversos cidadãos, como por exemplo algumas organizações de auxílio a crianças com câncer.

Atualmente você pode encontrar o Iceburgh em diversos lugares! Nos Jogos Olímpicos de Mascotes, no NHL All Star Game, em projetos sociais em Pittsburgh e é claro na Consol Energy Center durante os  intervalos ou assistindo a partida!

Pós Jogo - Penguins 1 @ 2 Senators (2nd OT) (JOGO 3 - ROUND 2)



Esse tipo de bobeira não pode acontecer! De maneira nenhuma o Penguins pode deixar um jogo praticamente vencido ir para o overtime... E se querem realmente saber, estou puto, e acredito que qualquer torcedor do Penguins também está.

Hoje acordei como toda segunda-feira, me preparei para dar a primeira aula em uma sala de sétimo ano como faço corriqueiramente, mas a diferença é que por conta do sono eu estava desatento. DesAtentos também estavam Malkin e Kunitz que deixaram Alfredsson sozinho em uma situação de PK para o time de Ottawa.
É eu sei, parece inacreditável o que aconteceu...

Muitos vão dizer que a culpa da derrota é atribuída a volta de Spezza, mas acredito que não tenha nada aver. O jogo foi teoricamente tranquilo, se não fosse esse vacilo gigantesco a vitória estava garantida. Problemas e decepções a parte, vamos ao que realmente interessa, o pós-jogo...

O primeiro período começou morno, algumas chances para ambos os lados e somente alguns lances trouxeram perigo aos gols defendidos por Vokoun e Anderson.
O Penguins teve sua chance em uma penalidade logo no começo, mas não marcou... Os Sens também tiveram a chance em uma vantagem numérica perto da metade da primeira etapa de jogo, e assim como os Pens, não fizeram o gol.
Em resumo, o que foi visto era um período muito morno e com ambas as equipes muito bem postadas defensivamente. A única polêmica ficou para os últimos 2 segundos de jogo quando Malkin teve uma chance clara de gol e foi interrompido por uma falta de Methot. O juíz poderia tranquilamente ter marcado o penalty shot, mas preferiu considerar a jogada com tripping (o que caracterizou a mesma como uma penalidade simples - minor penalty).

Voltando a segunda etapa de jogo em vantagem númerica, o Penguins aumentou as chances de gol ao ser beneficiado por outra penalidade. No 5 on 3 muito foi feito, mas nada de gols, e o placar em branco tinha uma única razão...
O nome dela é Craig Anderson! O goalie do Senators estava pegando tudo, desde um breakaway curto de Crosby até slapshot de Malkin... Se nas duas primeiras partidas ele deixou a desejar, no terceiro jogo o goalie estava sendo o destaque da equipe canadense.
Conforme o tempo ia passando o equilíbrio voltava a tomar conta da partida, e muitas penalidades foram atribuídas, chegando a ter inclusive dois momentos de 4 on 4. Por falta de competência de ambas as equipes, as duas não conseguiram marcar o gol...
No final, quando o relógio marcava 2 minutos para o fim do segundo período, Kennedy recebeu um passe cirúrgico de Cooke e só teve o trabalho de deslocar Anderson. Após 40 minutos de jogo o Penguins conseguia estabelecer a primeira vantagem...

O terceiro período começou equilibrado, o Senators tentava marcar o gol desesperadamente e o Penguins se defendia da melhor maneira possível.
As chances eram pequenas para os Pens, mas em compensação Vokoun e a defesa estavam segurando muito bem a vantagem.
Quando faltavam segundos para o fim, Karlsson cometeu uma penalidade e o Penguins parecia confirmar mais uma vitória tendo um PP. Mas, Alfredsson aproveitou-se de uma falha generalizada dos Pens e empatou o jogo em um SHG faltando apenas 26 segundos para o fim.
O terceiro período terminou, 1 a 1 e teríamos OT em Ottawa.

No overtime, já vou logo adiantando, 20 minutos não foram necessários para conhecer o vencedor. Após um grande equilíbrio entre as chances de ataque e algumas boas defesas tanto de Anderson quanto de Vokoun os 20 minutos de gol-de-ouro terminaram sem vencedor.

No segundo overtime, o jogo dos Pens parecia estar melhor... Mas apenas parecia, pois aos 7 minutos de jogo, Greening aproveitou-se de um rebote e conseguiu dar números finais ao jogo. O Ottawa voltou a respirar na série, e o grande culpado, é o Penguins.

OBS1: Murray saiu machucado no segundo período após cometer uma penalidade. O mesmo já está bem e voltou para o jogo minutos depois... Não há nenhum indício de lesão.
OBS2: Anderson jogou muito pelo Senators hoje, evitou diversos gols do Penguins!
OBS3: Estou realmente muito puto.

GOLS DO PENGUINS: Kennedy.
ASSISTÊNCIAS DO PENGUINS: Cooke.
GOLS DO SENATORS: Alfredsson e Greening.
ASSISTÊNCIAS DO SENATORS: Michalek, Benoit, Condra Gonchar

NOTA DO 1° PERÍODO: 6.
NOTA DO 2º PERÍODO: 6.
NOTA DO 3º PERÍODO: 6.

TROFÉU DO JOGO: Vokoun. Salvou a equipe diversas vezes e não é o culpado pela desatenção total que custou no gol de empate.
FOGUEIRA DO JOGO: Kunitz. Como não prestar atenção em Alfredsson faltando apenas 26 segundos para o fim? Que vacilo!!


BOA SORTE AOS GUERREIROS DO TETRA! FALTAM 10 VITÓRIAS PARA A STANLEY CUP.

sábado, 18 de maio de 2013

1º Papo de Pinguim chega ao fim


Após várias respostas ao questionário e muitas histórias legais para contar, o primeiro Papo de Pinguim chega oficialmente ao fim! Foram ao todo 11 entrevistas com diversos participantes diferentes que deram suas opiniões sobre assuntos corriqueiros do blog!

Gostaria de agradecer aos participantes: Yorran Bergamaschi, João Guilherme, Marco Antonio, Leonardo Pereira, Lucas de Oliveira, Caio Aguiar, Fábio Barbosa, Mônica Melo, Felipe Carneiro e Luiz Pedone!
Sem eles e suas entrevistas não seria possível ter realizado uma série tão legal como essa!

Devido ao sucesso da primeira edição, fica combinado que em breve teremos uma segunda rodada do Papo de Pinguim, com outras questões e é claro muita interação entre a comunidade de torcedores! Quanto a data de início, prefiro esperar a offseason e a partir do fim da temporada começo a pensar em quando iniciarei a segunda versão do projeto.

Quem quiser ler as entrevistas basta clicar no nome dos participantes abaixo!

#1 - P.A Coimbra
#2 - Yorran Bergamaschi
#3 - João Guilherme
#4 - Marco Antonio
#5 - Leonardo Pereira 
#6 - Lucas de Oliveira
#7 - Caio Aguiar
#8 - Fábio Barbosa
#9 - Mônica Melo
#10 - Gabriel Carneiro
#11 - Luiz Pedone

Muito obrigado por terem feito dessa série algo espetacular! E que venha o round 2 do papo...

Pré Jogo - Penguins @ Senators (JOGO 3 - ROUND 2)


Série: Penguins 2-0 Senators.
Jogo: 3.
Round: 2.
Local: Scotiabank Place, Ottawa-ON
Link para assistir: http://www.firstrow1.eu/sport/ice-hockey.html

Todos sabemos a força do Penguins jogando fora de casa, na temporada regular foram 18 triunfos jogando fora de Pittsburgh (o mesmo número de vitórias que as partidas em casa). Mas, agora a história é outra, o que os Pens estão prestes a enfrentar é um caldeirão com 19.000 pessoas apoiando o Senators.

Não digo que seja algo para temer, mas de fato esse é um fator que contribuirá muito para o clima do jogo. Os Sens precisam vencer urgentemente na série, se perderem esse jogo a eliminação é quase certa... Além de que, ainda existe nos arredores de Ottawa aquele antigo sentimento de vingança contra Matt Cooke.

Agora junte o estádio lotado, a necessidade do time da casa de vencer e o sentimento de vingança ao Cooke. Dá uma boa mistura, certo? E é disso que estou falando! O Penguins terá uma das maiores provas de sua força nessa partida, e não há nada melhor que ser desafiado para descobrir até que ponto a equipe aguenta...

Do ponto de vista tático, Bylsma não deverá fazer nenhuma grande mudança. Vokoun tem tudo para começar jogando novamente e as linhas vão estar em constante mudança conforme a necessidade da partida. Só nessa série já vimos pelo menos 3 combinações diferentes de primeira e segunda linha.
Entretanto, o padrão básico será esse:

KUNITZ - CROSBY - DUPUIS
IGINLA - MALKIN - NEAL
MORROW- SUTTER - COOKE
KENNEDY - VITALE - ADAMS

ORPIK - MARTIN
LETANG - ENGELLAND
MURRAY - NISKANEN

VOKOUN
FLEURY (backup)

Lembrando sempre que Kunitz e Iginla permanecem em constante troca de linhas conforme a partida acontece. A única linha que tende a permanecer intacta é a terceira, que por sinal é a mais entrosada da equipe e não vem dando os resultados esperados devido aos maus jogos realizados pelo center, Sutter.

De qualquer forma, o que veremos em Ottawa do ponto de vista tático não será muito diferente do que foi observado nos jogos em Pittsburgh. Pelos outros lados, tudo tende a mudar bastante, o clima, as confusões e até mesmo a cordialidade entre ex-jogadores de ambas as franquias...
Mas quer saber, o placar, esse poderia continuar o mesmo.... E vamos torcer muito para que continue!
Nos resta esperar dia 19 (domingo) às 20:30 de Brasília

Meu palpite é: Penguins 3 @ 2 Senators (OT).

BOA SORTE AOS GUERREIROS DO TETRA! RAÇA, FOCO E DETERMINAÇÃO... FALTAM 10 VITÓRIAS PARA A STANLEY CUP.

sexta-feira, 17 de maio de 2013

Pós Jogo - Penguins 4 @ 3 Senators (JOGO 2 - ROUND 2)


Dever de casa cumprido! Dois jogos, duas vitórias e uma boa vantagem na série... Se vencermos ao menos uma das duas partidas que faremos na sequência em Ottawa, já está muito bom e a classificação ficará bem encaminhada.

Se no primeiro jogo tudo fluiu de uma maneira tranquila, no segundo a história começou a complicar e ficar um pouco mais com cara de playoffs. E é nessas horas que conhecemos os jogadores que tem a capacidade de decidir tanto um jogo, quanto uma série e até quem sabe uma copa?
Se faltou tranquilidade aos torcedores, a mesma sobrou para Sidney Crosby que com toda a certeza foi o nome do jogo!

Sem mais delongas, o primeiro período de jogo começou com o Penguins muito bem no gelo. A equipe demonstrava uma grande vontade de vencer e foco no objetivo de ganhar a segunda partida da série e fazer o "dever de casa".
Não demorou quase nada para que o gol saísse, Sidney Crosby fez uma linda jogada, passou por dois marcadores e disparou contra a meta defendida por Anderson... 1 a 0 Penguins!
A partir do gol, os Pens tiveram algumas chances e os Sens também, mas nada que fosse muito marcante ou que levasse muito perigo. Após vários minutos em um jogo morno, o Senators teve a oportunidade de empatar em um power-play.
Turris não desperdiçou e deu números iguais a jogo com o PPG... Mas a alegria dos canadenses não durou muito, logo em seguida Crosby balançou as redes novamente! Dessa vez o capitão contou com a falha de Anderson e com um pouco de sorte, mas mesmo assim, nada tira seu mérito de ter efetuado o disparo.
Os primeiros 20 minutos terminaram em 2 a 1 para o Penguins com direito a show de Sid.

Mas, o capitão queria mais, seu espetáculo não ficaria completo sem que fossem jogados os bonés.
Sid estava realmente vivendo um dia excepcional e logo no primeiro minuto do segundo período, se aproveitou de um PP e marcou mais um gol para sua conta. Hat trick! E o melhor, hat-trick com 21 minutos de jogo que resultou na saída de Anderson e a entrada de Lehner... Os três gols do capitão davam aos Pens a vantagem de 3 a 1 no placar.
A resposta do time canadense foi rápida, segundos depois do gol dos Pens! Greening descontou e recolocou os adversários na partida...
Porém, nesse momento valeu a experiência da equipe do Penguins que soube não deixar o adversário crescer na possibilidade de empatar. Com calma e tranquilidade, Morrow conseguiu acabar de vez com o momento dos Senators ao marcar um gol de rara habilidade!
O segundo período terminava com o placar de 4 a 2, Crosby consolidou sua noite perfeita e Morrow finalmente achou o caminho do gol nos playoffs! Mas, ainda faltavam 20 minutos de jogo...

No terceiro período, a partida já reiniciou com um susto! Pageau aproveitou-se de uma desatenção geral da defesa e diminui novamente o placar. Faltavam ainda 18 minutos, certamente a equipe dos Pens teria que conter as tentativas desesperadas de empate do Senators.
E assim foi feito, e com êxito! Aproveitando-se do stress adversário e da experiência dos jogadores o Penguins aniquilou qualquer esboço de reação por parte dos canadenses.
Se de um lado a defesa se mostrou muito segura a partir do terceiro gol (e Vokoun também), o ataque deixou um pouco a desejar e não criou grandes chances... Menos mal que a partida já estava na mão, e ao soar da sirene mais uma vitória foi confirmada e o dever de casa foi cumprido.

OBS1: Vokoun foi muito bem hoje, fez lindos saves e um milagre no segundo período!
OBS2: Anderson, o melhor goleiro da temporada para muitos, foi queimado na partida devido ao hat-trick do Sid.

GOLS DO PENGUINS: Crosby (3) e Morrow.
ASSISTÊNCIAS DO PENGUINS: Martin (2), Letang (2), Neal, Kunitz, Niskanen e Malkin.
GOLS DO SENATORS: Greening, Turris e Pageau.
ASSISTÊNCIAS DO SENATORS: Latandresse, Condra, Smith, Neal, Gonchar e Alfredsson.

NOTA DO 1º PERÍODO:
NOTA DO 2º PERÍODO:
NOTA DO 3º PERÍODO:

TROFÉU DO JOGO: Eu ainda preciso falar o nome? Sidney Crosby!! Hat-trick em 21 minutos, gols que acabaram por queimar o melhor jogador do Senators, o goalie Craig Anderson. Hoje Sid resolveu mostrar à todos o motivo de ser considerado o melhor do mundo...
FOGUEIRA DO JOGO: Sutter. Ainda não se encontrou nos playoffs, está prejudicando a equipe em alguns momentos por falta de experiência ou por stress.


BOA SORTE AOS GUERREIROS DO TETRA! O RELÓGIO MARCA 10 PARA AS 4... FALTAM APENAS 10 VITÓRIAS PARA A STANLEY CUP!

terça-feira, 14 de maio de 2013

Pré Jogo - Penguins @ Senators (JOGO 2 - ROUND 2)


Série: Penguins 1-0 Senators.
Jogo: 2.
Round: 2.
Local: Consol Energy Center, Pittsburgh-PA.

Que tal ficar até sexta-feira sem ver os Pens? É, vamos ter que esperar, mas no dia 17 poderemos ver nosso time novamente no gelo, ás 20:30 de Brasília.
A pausa pode ser boa e ruim ao mesmo tempo, mas após uma grande exibição na terça-feira, eu realmente acredito que Bylsma vai utilizar do tempo "extra" somente para corrigir pequenos detalhes e trabalhar com o psicológico da equipe.

Do ponto de vista tático acredito que vamos seguir o mesmo padrão até o fim da série! Kunitz está funcionando muito bem na segunda linha (ao lado de Malkin e Neal), e Iginla também melhorou o rendimento jogando com Sid e Dupuis.
Na defesa as duplas parecem definidas, a única ressalva a fazer é que Despres perdeu lugar de vez para Engelland. Parece que o Bylsma realmente prefere apenas um patinador por linha, sendo assim, não caberiam Letang e Despres na mesma dupla...

Se taticamente estamos bem, o que resta é trabalhar o emocional. No jogo 1 já existiram diversas confusões, e no jogo 2 a tendência é que o número de problemas aumente...
A solução é simples, o Penguins deve somente jogar hóquei e vencer mais uma partida... Deixem para brigar depois de passarem de fase, ai está liberado o quebra-pau com o Senators, que por sinal é um time muito chato de enfrentar.

Fleury perdeu o lugar de vez, Vokoun fez 3 partidas muito boas e virou com certeza o starter. A equipe devera ser montada mais ou menos assim:

DUPUIS - CROSBY - IGINLA
KUNITZ - MALKIN - NEAL
MORROW - SUTTER- COOKE
KENNEDY - VITALE - ADAMS

ORPIK - MARTIN
LETANG - ENGELLAND
MURRAY - NISKANEN

VOKOUN
FLEURY (backup)

Meu palpite é: Penguins 3 @ 0 Senators.

PLAYOFFS 2013 - Análise dos confrontos #2


Com o fim da primeira rodada, novos confrontos são estabelecidos para as semi-finais de conferência! Nós do Pittsburgh Penguins Brasil Blog decidimos analisa-los novamente e inteirar você torcedor ao que poderá acontecer nos próximos dias de playoffs!

Lembrando a todos que estas previsões são apenas opiniões e podem sofrer divergências! Quem se sentir confortável, comente qual são as suas previsões para as semi-finais de conferência!

PENGUINS (1) @ SENATORS (7) - Vantagem para o Penguins.
Palpite: Penguins 4-2 Senators.
Nomes da série: Anderson (Senators) e Crosby (Penguins).
Análise: O Penguins confirmou seu favoritismo contra o Islanders, mas agora chega em pé de igualdade para enfrentar o surpreendente Senators. A série promete vários altos e baixos, muitas emoções, uma infinidade de brigas e é claro, alguns dos dos melhores jogos do ano!

RANGERS (7) @ BRUINS (4) - Vantagem para o Bruins.
Palpite:
Bruins 4-3 Rangers.
Nomes da série: Nash (Rangers) e Bergeron (Bruins).
Análise: Ambos sofreram para avançarem e precisaram do jogo 7. São duas equipes muito parecidas e acredito que por levar a vantagem de decidir em Boston, o Bruins passe, sofrido novamente!

BLACKHAWKS (1) @ RED WINGS (7) - Vantagem para o Blackhawks.
Palpite:
Blackhawks 4-1 Red Wings.
Nomes da série: Zetterberg (Red Wings) e Kane (Blackhawks).
Análise: Após superar antigos problemas, o Red Wings passou pelos Ducks no jogo 7 e agora vai enfrentar a sensação da temporada, o Blackhawks. Os confrontos prometem boas partidas, porém acredito que o Chicago erra menos e é um time mais completo.

KINGS (5) @ SHARKS (6) - Vantagem para o Kings.
Palpite:
Kings 3-4 Sharks.
Nomes da série: Marleau (Sharks) e Carter (Kings).
Análise: A equipe do Kings não vive o mesmo momento do ano passado, já o Sharks está dando seu ultimo suspiro na busca pela Stanley Cup. Talvez o fator comprometimento pese muito, e por isso meu palpite fica para o time de San Jose.

PLAYOFFS 2013 - Quem avançou?


Primeiro round oficialmente terminado, é hora de ver quem passou raspando, quem passou tranquilo e aqueles que ficaram para trás e estão pensando na temporada 2013-2014!

PITTSBURGH PENGUINS.
Venceu:
New York Islanders (4-2).
Comentário: Foi complicado e sofrido, mas o Penguins confirmou o favoritismo e venceu o Islanders em uma série que durou 6 jogos. Sem a tradicional facilidade que tinha durante a temporada regular, os Pens precisaram inclusive mudar o goalie para avançar as semi-finais de conferência.

OTTAWA SENATORS.
Venceu:
Montreal Canadiens (4-1).
Comentário: Vitória teoricamente fácil do Senators em uma série cheia de brigas tanto quanto de altos de baixos. Os Habs não conseguiram ser os mesmos da temporada regular e acabaram sendo vencidos facilmente pelo azarão Senators.

NEW YORK RANGERS.
Venceu:
Washington Capitals (4-3).
Comentário: Até o jogo 6 a série era a totalmente caseira, mas o Rangers decidiu mudar a escrita e vencer o jogo 7 na capital americana! O time vem motivado e com grandes chances de vencer a Stanley Cup...

BOSTON BRUINS.
Venceu:
Toronto Maple Leafs (4-3).
Comentário: Depois do milagre na classificação, o Bruins tenta superar a dificuldade que teve no primeiro round e vencer com facilidade a semi-final da conferência. Equipe qualificada para tanto eles tem, só falta dar resultado no gelo.

CHICAGO BLACKHAWKS.
Venceu:
Minnesota Wild (4-1).
Comentário: Os Hawks não tiveram tarefa difícil e despacharam o Wild com Parise, Suter e cia! As vitórias foram teoricamente tranquilas e a equipe nem precisou de grandes exibições de seus principais jogadores (Toews e Kane).

SAN JOSE SHARKS.
Venceu:
Vancouver Canucks (4-0).
Comentário: Na única varrida da primeira fase, o Sharks desbancou o Canucks tanto em Vancouver quanto em San Jose. A surpresa fica pela facilidade da equipe californiana, que para muitos (inclusive para mim) seria eliminada facilmente...

LOS ANGELES KINGS.
Venceu:
St.Louis Blues (4-2).
Comentário: Após estar em um déficit de 2 jogos, o Kings se superou e venceu os quatro seguintes, classificando-se assim para a segunda fase. Os jogos foram todos muito equilibrados e a experiência do elenco da franquia de Los Angeles acabou fazendo a diferença.

DETROIT RED WINGS.
Venceu:
Anaheim Ducks (4-3).
Comentário: O Red Wings precisou superar muitas adversidades para conseguir passar de fase, ficou diversas vezes em situações complicadas, mas no final acabou surpreendendo todos e se classificando. Destaque para o capitão Zetterberg que liderou a equipe!


Pós Jogo - Penguins 4 @ 1 Senators (JOGO 1 - ROUND 2)


Hoje eu tive uma série de problemas, perdi praticamente todos arquivos de meu computador e atrasei para a transmissão do jogo no twitter. Enquanto recomeço a montagem de meu espaço no PC, ao menos algo deixou meu dia um pouco mais animado... O Penguins venceu a primeira partida da semi-final da conferência!

Mas, assim como não devo comemorar por ter restaurado meu computador sem necessitar de um conserto, os Pens não devem se empolgar com o resultado e acreditar que a série será fácil. Aliás, o sofrimento para passar do Islanders foi grande, mas o primeiro jogo foi uma moleza., se lembram?
Dessa vez a estreia não foi tão fácil, mas no final a torcida comemorou o mesmo: vitória, 1-0 na série!

No primeiro período os Pens começaram pressionando a equipe de Ottawa e impondo o ritmo de jogo. Rapidamente a pressão deu resultado, Turris cometeu uma penalidade no primeiro minuto de partida e a linha de PP do Penguins aproveitou a oportunidade.
De Morrow para Malkin, de Malkin para Martin e de Martin para o fundo das redes de Anderson! O defensor que já havia feito um gol na vitória sobre o Islanders voltou a viver seus momentos de "artilheiro" e fez o primeiro gol da série.
Mas a alegria não durou muito, minutos depois em uma pequena falha de Vokoun, os Sens empataram com um gol achado e muito pouco merecido. Greening foi o responsável pelo empate...
A partir do primeiro gol do Senators, o Penguins continuou exercendo pressão e buscando novamente a liderança no placar... Após muito tentar, Kunitz deu um lindo passe para Malkin e aos 12 minutos de partida o russo não desperdiçou a chance.
O primeiro período terminou com a vantagem de 2 a 1, um placar favorável, porém muito perigoso!

Na segunda parte do jogo a equipe canadense resolveu entrar de vez na partida. Embora tentasse pressionar, Vokoun permanecia muito sólido e se redimia após a falha, o gol dos Sens era cada vez mais adiado pelo goalie dos Pens.
Quando estavam acabando os 20 minutos, um outro PP beneficiou o Penguins e dessa vez foi Kunitz que teve o privilégio de fazer o gol. 
A boa atuação de Vokoun e a consagração do PP foram com certeza os únicos pontos realmente importantes do segundo período.

Os 20 minutos finais de jogo foram relativamente tranquilos. Exceto pelo clima de confusão que já era previsto, de resto o Penguins não teve tantos problemas no que diz respeito a jogar hóquei.
O tempo ia passando e as chances de ambos os lados não eram tão claras, a partida estava muito bem encaminhada, e ficou ainda mais quando Neal foi para o penalty-box.
Não, você não leu errado! É penalty-box mesmo! Os Pens estavam acostumados a marcarem gols em vantagem númerica, mas Dupuis resolveu inovar e fez um SHG mostrando que mesmo com um jogador a menos esse jogo era do Penguins!
Por fim, o jogo terminou, o placar foi 4 a 1 e a primeira vitória na série já foi confirmada! Que venha o jogo 2, e espero que ele seja de hóquei e não uma edição falsa do UFC...

OBS1: O PP está sensacional, e o PK também!
OBS2: Vokoun se redimiu da falha e provavelmente deixará Fleury no banco por mais alguns jogos.
OBS3: Muita confusão e pouco hóquei por parte dos canadenses.

GOLS DO PENGUINS: Martin, Malkin, Dupuis e Kunitz.
ASSISTÊNCIAS DO PENGUINS: Murray, Malkin, Iginla, Kunitz, Neal e Letang.
GOLS DO SENATORS: Greening.
ASSISTÊNCIAS DO SENATORS: Condra e Cowen.

NOTA DO 1º PERÍODO: 7.
NOTA DO 2º PERÍODO: 6.
NOTA DO 3º PERÍODO: 7.

TROFÉU DO JOGO: Kunitz! De certo ele e Geno foram os nomes do Penguins na partida, mas o escolhi por conta de sua linda assistência no segundo gol, e também pelo terceiro gol, que o mesmo marcou.
FOGUEIRA DO JOGO: Crosby. Não apareceu tanto quanto deveria aparecer e ficou omisso, poderia ter rendido mais, principalmente por seu potencial. Será complicado passar por Karlsson? Sim, mas Sid tem qualidade para isso!

BOA SORTE AOS GUERREIROS DO TETRA! FALTAM 11 VITÓRIAS PARA A STANLEY CUP!

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Pré Jogo - Penguins @ Senators (JOGO 1 - ROUND 2)


Série: Penguins 0-0 Senators.
Jogo: 1.
Round: 2.
Local: Consol Energy Center, Pittsburgh-PA.
Link para assistir: http://www.firstrow1.eu/sport/ice-hockey.html

A primeira batalha do segundo round já tem dia e hora definidos! O primeiro encontro entre Penguins e Senators será amanhã (14/05) ás 20:30 de Brasília, na Consol Energy Center em Pittsburgh.

Série nova, adversário novo... O estilo de jogo também tem de ser novo! O Penguins não poderá cometer os mesmos erros que acabaram por complicar uma série contra o Islanders...
Os Sens tem um time muito mais experiente, com mais qualidade e valores individuais tão bons quanto os dos Isles. Tomar cuidado e não cometer erros bobos é fundamental para o andamento da série...

A única grande dúvida de Bylsma é quanto ao starter goalie, de resto acho que já deu para perceber o quanto a equipe melhorou com a entrada de Kennedy e Vitale.
Nenhuma lesão e nenhum jogador impossibilitado de jogar, portanto a equipe deverá ser montada dessa maneira:
DUPUIS - CROSBY - IGINLA
KUNITZ - MALKIN - NEAL
MORROW - SUTTER - COOKE
ADAMS - VITALE - KENNEDY

ORPIK - MARTIN
LETANG - DESPRES
MURRAY - NISKANEN

FLEURY
VOKOUN (backup)

Meu palpite é: Penguins 4 @ 2 Senators.


BOA SORTE AOS GUERREIROS DO TETRA! FALTAM 12 VITÓRIAS PARA A STANLEY CUP.

PLAYOFFS 2013 - Penguins @ Senators - Round #2


A SÉRIE EM RESUMO


Penguins e Senators se enfrentarão em uma melhor de 7, o vencedor avançará para a final da conferência. O duelo marca o encontro da melhor equipe do leste, que viveu momentos de instabilidade durante o primeiro round dos playoffs, contra a sétima melhor equipe do leste, que surpreendeu a todos ao vencer o compatriota Canadiens por 4-1.
O favoritismo que era teoricamente do Penguins passou a não existir! Qualquer vencedor na série é um grande candidato ao título, porém é quase imprevisível saber quem avançará!


NOSSA EQUIPE PARA O CONFRONTO


Nenhum lesionado, todos os jogadores estão a disposição de Dan Bylsma! O técnico do Penguins tem apenas um grande dilema em mãos, a volta ou não de Marc-André Fleury como goleiro definitivo após as falhas cometidas durante o primeiro round.
As linhas para o confronto são:
DUPUIS - CROSBY - IGINLA
KUNITZ - MALKIN - NEAL
MORROW - SUTTER - COOKE
KENNEDY - JOKINEN - BENNETT

ORPIK - MARTIN
LETANG - DESPRES
MURRAY - NISKANEN

VOKOUN
FLEURY (backup)


PP1: Neal/ Crosby/ Iginla/ Malkin/ Letang.
PP2: Dupuis/ Sutter/ Morrow/ Jokinen/ Martin.
LESIONADOS: Nenhum.

Principal jogador: Crosby.
Outros bons jogadores: Iginla, Malkin, Dupuis, Kunitz, Neal, Morrow, Letang, Orpik e Martin.
Jogadores abaixo da média: Nenhum na atual formação.

NOSSOS ADVERSÁRIOS


Após uma vitória convincente sobre o Canadiens, fazendo 4 a 1 na série mesmo sem a vantagem, o Senators já passa a ser visto com outros olhos. Antes azarões, os Sens agora tem status de time complicado de se enfrentar e possível candidato a trazer a copa novamente ao Canadá.
A franquia terminou a temporada regular em sétimo lugar, tendo conquistado a colocação após vencer o Boston Bruins na última rodada.
Os Sens se formam dessa maneira:

MICHALEK - TURRIS - ALFREDSSON
LATENDRESSE - ZIBANEJAD - SILFVERBERG
GREENING - PAGEAU - NEIL
CONACHER - SMITH - CONDRA

KARLSSON - METHOT
PHILLIPS - GONCHAR
GRYBA - COWEN

ANDERSON
LEHNER (backup)

PP1: Michalek/ Turris/ Alfredsson/ Gonchar/ Karlsson.
PP2: Latendresse/ Zibanejad/ Silfverberg/ Phillips/ Cowen.
LESIONADOS: Spezza.

Principal jogador: Anderson.
Outros bons jogadores: Turris, Pageau, Alfredsson, Gonchar, Karlsson e Methot.
Jogadores abaixo da média: Cowen e Lehner.

AGRAVANTES DO CONFRONTO


1- Caso Matt Cooke: No dia 13 de Fevereiro, durante o segundo confronto entre as duas equipes na temporada regular (vencido pelo Penguins por 4 a 2), Matt Cooke se envolveu em uma polêmica após contundir um dos principais jogadores do Senators, o defensor Erik Karlsson. Na ocasião, a lâmina do patins de Cooke acabou lesionando o tendão-de-aquiles do jogador adversário e fazendo com que o mesmo perdesse o resto da temporada regular no departamento médico. A torcida do time do Canadá não gostou da atitude e achou que a lesão foi propositalmente causada por Cooke, o episódio foi o necessário para dar inicio a uma festa do ódio, realizada no fim da temporada regular.

2- Soberania na temporada regular: Nos 3 confrontos realizados na temporada 2012-2013, o Penguins venceu todos, sendo dois deles realizados no Canadá e um em Pittsburgh. Os triunfos nunca foram fáceis, porém em todas as ocasiões os Pens dominaram a partida e mereceram a vitória.
3- Playoffs de 2008: No ano de 2008, a equipe do Penguins era a grande sensação do leste e uma das cotadas a vencer a Stanley Cup. Mas para chegar até a final, o time da até então promessa Sidney Crosby teria que vencer o experiente elenco do Senators no primeiro round dos playoffs. O resultado foi uma varrida de 4-0 por parte da franquia de Pittsburgh, com direito a show de Egveni Malkin!
4- Playoffs de 2010: Dois anos após o encontro de 2008, o Penguins enfrentaria de novo o Senators. O placar foi mais modesto, apenas 4 a 2, porém a vaga ficou novamente com a franquia de Pittsburgh.

RAIO X - PENGUINS @ SENATORS POSIÇÃO POR POSIÇÃO
DUPUIS - CROSBY - ALFREDSSON/ IGINLA
KUNITZ - MALKIN - NEAL
MORROW - PAGEAU - NEIL
CONACHER - JOKINEN - BENNETT

KARLSSON - METHOT
LETANG - GONCHAR
MURRAY - NISKANEN

ANDERSON
FLEURY (backup)

O Penguins leva vantagem no sistema ofensivo, onde detém 8 posições e mais um empate técnico entre Alfredsson e Iginla. O sistema defensivo é parcialmente igual, porém os primeiros defensores do Senators levam ampla vantagem sobre os do Penguins.
No gol, Anderson não tem ninguém a sua altura no momento, porém Fleury é um melhor backup que Lehner, assim como Vokoun também é.
O ponto forte do Senators está justamente em sua fortíssima defesa e alguns nomes de imposição no sistema ofensivo, além de contarem com um dos melhores goalies da NHL atualmente. O time adversário tem seus pontos fracos sendo o jogo em velocidade e o PP abaixo da média.


CALENDÁRIO DE PARTIDAS

JOGO 1 - Dia 14/05 - Consol Energy Center, Pittsburgh-PA
JOGO 2 - *Dia 16/05 - Consol Energy Center, Pittsburgh-PA
JOGO 3 - *Dia 18/05 - Scotiabank Place, Ottawa-ON.
JOGO 4 - *Dia 20/05 - Scotiabank Place, Ottawa-ON.
JOGO 5 - *Dia 22/05 - Consol Energy Center, Pittsburgh-PA
JOGO 6 - *Dia 24/05 - Scotiabank Place, Ottawa-ON.
JOGO 7 - *Dia 26/05 - Consol Energy Center, Pittsburgh-PA
*
Datas podem ser modificadas a qualquer momento!

AS ARENAS DA SÉRIE

CONSOL ENERGY CENTER (PITTSBURGH-PA)



A Consol Energy Center é uma das arenas mais modernas da NHL, seguindo todos os parâmetros ecológicos e tecnológicos propostos pela liga.
Com capacidade para 18,387 pagantes, a casa do Penguins está constantemente lotada e vira um verdadeiro caldeirão nos playoffs... Não é incomum lugares serem improvisados e capacidade do estádio extrapolar a prevista para os jogos de hóquei.

SCOTIABANK PLACE (OTTAWA-ON)

Ficheiro:Scotiabank Place before game April 29 2006.jpg


Uma das mais modernas arenas do Canadá, a Scotiabank Place recebe os jogos do Senators desde 1996. A capacidade da arena é de 19.153 telespectadores para hóquei no gelo, ficando quase sempre lotada e abrindo lugares extras durante os playoffs.

PALPITES PARA A SÉRIE


Placar final: Penguins 4-2 Senators.
Jogador principal na série: Sidney Crosby.

BOA SORTE AOS GUERREIROS DO TETRA! FALTAM APENAS 12 VITÓRIAS PARA A STANLEY CUP.

Personalidades #5 - Sidney Crosby


Sidney Patrick Crosby, ou popularmente apelidado de "Sid the Kid", é o atual capitão do Pittsburgh Penguins e o segundo jogador da história da franquia a levantar uma Stanley Cup com o "C" na camisa.

Crosby nasceu no dia 7 de agosto de 1987, na cidade de Cole Harbour (Nova Escócia-Canadá). Desde pequeno seu pai o incentivou a gostar de hóquei fazendo com que o menino criasse verdadeira paixão pelo esporte ao assistir seu até então time, o Montreal Canadiens.

Mas ao contrário do que muitos pensam, Sid não apenas cultivou essa paixão pelo hóquei, a mesma foi correspondida e o menino desde criança tinha um talento incrível com o stick. A combinação entre seu dom, e treinos em uma sala de dispensas de sua casa o fizeram despontar rapidamente entre as outras tantas crianças que queriam ser jogadoras de hóquei.

Aos 12 anos, Crosby foi jogar no time de sua cidade, o Cole Harbour Red Wings. Após um ano atuando nesta equipe amadora, Sid foi transferido para mais duas equipes de ligas juniores desconhecidas...
O grande passo para se tornar um jogador profissional veio em 2003, quando o até então garoto, decidiu jogar no Rimouski Océanic da QMJHL.... Suas grandes exibições lhe renderam vários apelidos e comparações, e rapidamente Crosby já estava dando suas patinadas pelas seleções canadenses de base.

Após dar show na QMJHL e nos campeonatos internacionais juniores, Sid era sem dúvidas o principal nome a ser cotado como primeira escolha do draft de 2005. Quis o destino, que justamente nesse ano a ordem de escolhas fosse determinada por um sorteio, já que a temporada havia sido cancelada devido ao locaute.
Quis o destino de novo, que o Penguins adquirisse a primeira escolha geral... Mesmo sem o anúncio oficial, no dia 22 de Julho (data do sorteio), todos sabiam que a escolha dos Pens seria Sidney Crosby.

Chegado o grande dia 30 de Julho, na cidade de Ottawa, Sidney Crosby foi escolhido para ser o mais novo jogador do Pittsburgh Penguins e seu talento promissor trazia ares novos a uma franquia que estava praticamente falida.
Com um time recém montado com valores jovens, Crosby foi a cereja do bolo para acabar a formação de uma equipe muito promissora.

Restava saber se Sid corresponderia a altura de sua fama, e o menino da modesta Cole Harbour não decepcionou! Em sua segunda temporada o jogador foi o maior pontuador da liga, conquistando os troféis Art Ross, Hart Trophy e Lester B. Pearson (atual Lindsay).
Uma temporada depois, já como caitão da franquia, Crosby liderou o Penguins até as finais da Stanley Cup, que culminou no vice-campeonato após a derrota para o Detroit Red Wings.

Mas, mesmo com suas premiações individuais e o status de melhor jogador da liga, Crosby queria mais! Um ano após o vice campeonato, ele novamente liderou a equipe até as finais e dessa vez levantou a Stanley Cup em cima do mesmo Detroit Red Wings que era o atual campeão.
Com a façanha, Sid se tornou o capitão mais jovem a ser campeão da NHL

Um ano após dar alegrias a toda a torcida do Penguins, Crosby também voltou a suas origens e alegrou milhares de canadenses ao marcar o gol da medalha de ouro nas Olímpiadas de Vancouver. Foi a primeira vez que o Canadá venceu o título jogando em casa, e a vitória foi em cima do arqui-rival, Estados Unidos.

Mas, a boa fase loco sucumbiu aos problemas com lesões. Crosby acabou se lesionando gravemente duas vezes, resultando na perda de várias partidas e ritmo de jogo.
Sem ele, o Penguins continuou seu caminho sendo liderado pelo russo Egveni Malkin, porém as chances de vencer a copa eram pequenas e o período sem o capitão foi marcado por eliminações traumáticas nos playoffs.

Atualmente Crosby está recuperado e atuando pelo Penguins! Ele foi o grande destaque da temporada 2012-2013 e é um dos cotados a ser capitão da seleção canadense de hóquei no gelo.

OBS: Sid é um dos jogadores mais supersticiosos da liga, vide abaixo a foto.

"Crosby tem que ser o único a colocar a "fita" em seu stick. Se alguém tocar neles após terem sido colocadas as fitas, ele refaz todo o processo. Ele tira a fita e recoloca a mesma na blade inteira. Quando os Penguins estão jogando fora de casa, Crosby usa as fitas dadas pelo time da casa, não as fitas que o Penguins leva."

"Como se não fosse o bastante, Crosby come nos mesmos restaurantes em cada cidade. Toda vez. Ele também evita falar com sua mãe antes do jogo (a última vez que ele fez isso, sofreu uma séria lesão no jogo daquela noite).

"Finalmente, quando Sid the Kid está no carro ou no ônibus e o veículo passa por um trilho de trem, Crosby tira seus pés do chão e toca o vidro em qualquer lugar do carro".